Banho de sol. Aracaju: Sem Editora, 2017.

o sol da ufs
pode estar no mais
alto e reto do céu
ou se escondendo
nas árvores do rosa
o azul mais claro
ou o laranja mais quente
é linda a luz
que ilumina
todos os presos
quando saem da solitária
paredes cinzas
não há opção
mas o céu da ufs
faz valer à pena

Anúncios
17:43
e eu ainda estou à deriva
 
segundo as minhas contas
foram 32h contadas
em vai e vem de ondas
que agora uso como relógio
e aquele pedaço de terra
cada vez mais perto
 
eu ainda estou à deriva
e posso contar também
cada gaivota que passa
e anuncia aquele pedaço de terra
cada vez mais longe
 
faz muito tempo que enlouqueci
mas essa hora eu lembro
do lado de cá parece lógico
contar cada volta do seu cabelo
como ondas
que eu mergulho
com medo
porque eu não sei nadar

Zona segura en casos de sismos

Isso tá acontecendo
Ou é coisa da minha cabeça?
Ou tá acontecendo e eu
Não aceito e então penso que
É coisa da minha cabeça?
 
Vocês tão vendo?
Dá pra perceber, né?
Se eu sorrir bem bonito dá pra disfarçar?
Me digam o que vocês pensam
Eu não consigo parar de pensar
 
Ânsia de vômito
E a garganta cheia de toda merda que
Eu engoli
Mas bem que eu vi vocês sorrindo
Livres de qualquer responsabilidade
Deve ser massa
Eu ia adorar
 
O cigarro na minha mão
Denucia o tremor
8 pontos na escala
Desespero
Não sei quem mede
8 pontos
Parece até pouco
Pero es como en la ciudad de Yungay
Mayo de 1970
 
Todo destruido
 
Dá pra perceber?
Ou é coisa da minha cabeça?
O amor da minha vida
Está em todos os reflexos
Nas janelas, janelinhas
E nas poças de vômito da Asa Sul
O amor da minha vida
Aparece do nada
E eu nem pedi
Há 157 semanas
Refletido em cada pedaço
Dos meus ossos de vidro
Eu fecho os olhos
E não vejo nada
Só a certeza de que
Continuarei vomitando
As imagens onde nos vimos
E concluímos que somos lindos
Juntos